Esgrima história escola

Fábio Lemes

Fábio Lemes https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

“Por curiosidade, eu iniciei na esgrima aos 16 anos no Círculo Militar de São Paulo. No florete, permaneci no esporte por quase 2 anos até descolar meu ombro direito. Por conta desse acidente, eu optei por abandonar o esporte e focar nos estudos e na minha carreira.

Janeiro de 2018 eu vi em uma matéria que em Agosto do mesmo ano, seria realizado o X Gay Games em Paris. Entrei no site para ver as modalidades e esgrima era uma delas e pensei: Porquê não voltar ao esporte que eu sempre gostei?

Iniciei meus treinos na segunda quinzena de Fevereiro. Foram treinos específicos de esgrima juntamente com a preparação física. 6 vezes por semana por no mínimo 4 horas diárias. Também participei de semanas de treinos no Fencers Club em Nova York e na Leon Paul em Londres antes de seguir para o Gay Games.
No resultado geral individual, conquistei a 11 colocação e no por duplas (com atleta suíço-filipino Edwin Lachica) a medalha de Bronze.
O Gay Games fora meu primeiro campeonato internacional e minha primeira medalha no esporte.
O legado que o Gay Games deixou na minha vida é extremamente importante. Eu vivia em uma bolha muito confortável. Eu havia esquecido as inúmeras vezes que na época de escola eu era o alvo de bullying, especialmente nas atividades esportivas. No Gay Games eu aprendi diversas formas veladas de preconceito que diversos atletas passaram em suas vidas e, como adultos, poderíamos reverter essa situação para que gerações atuais e futuras, não tenham que passar por essas experiências negativas.
Voltando ao Brasil, optei por participar de todas as competições que estavam ao meu alcance. A minha única ressalva seria: Não esconderia minha orientação sexual. Para evitar preconceito disfarçado de piada, especulações, distrato e, acima de tudo, mostrar para outros atletas LGBT+ que não estamos sozinhos. Que nossa presença no esporte é tão válida quanto a de qualquer outro atleta. “
Fonte: Fábio Lemes em 21/06/2020

Jovane Guissone

Jovane Guissone https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/20d0023fc605695552e9703bbe2d6775?s=96&d=mm&r=g

Jovane Guissone

Nascido em Barros Cassal, RS, em 11 março de 1983, Jovane Guissone é atleta da Seleção Brasileira de Esgrima em Cadeira de Rodas.
Iniciou na Esgrima em 2008, desde 2009, tem ocupado o lugar mais alto do pódio na Modalidade no Brasil, tendo conquistado até o momento mais de 100 medalhas Nacionais e mais de 30 Internacionais.
Jovane foi premiado por 10 anos consecutivos como o melhor Atleta do Brasil pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Jogou pela equipe Asasepode |GNU e agora é atleta da ADPF.
Em 2015 liderou o Ranking Mundial da Espada na Esgrima em Cadeira de Rodas. Sua maior conquista foi a primeira medalha da história da esgrima Brasileira, nas Paralimpiadas (Londres 2012), quando conquistou a medalha de Ouro Espada Masculina.

2008
▪ Campeonato Brasileiro –Curitiba -11/2008: Prata – na Espada e no Florete

2009
▪ Copa Brasil -Porto Alegre – 05/2009: Ouro na Espada e Bronze no Florete
▪ Campeonato Brasileiro –Curitiba – 10/2009: Ouro na Espada e no Florete
▪ Amistoso -Argentina – 12/ 2009: Bronze na Espada e Prata no Florete

2010
▪ Copa Brasil –Porto Alegre – 05/2010 – Ouro na Espada e no Florete
▪ Copa do Mundo –Itália – 07/2010: 30º do Ranking Mundial
▪ Campeonato Brasileiro –Curitiba – 10/2010: Ouro na Espada e no Florete
▪ Mundial – Paris – 11/2010: 20º do Ranking Mundial

2011
▪ Copa Brasil –Porto Alegre – 04/2011: Ouro na Espada e no Florete
▪ Copa do Mundo –Canadá – 04/2011: Bronze na Espada – primeira medalha da história da Esgrima Brasileira em Cadeira de Rodas
▪ Copa do Mundo –Polônia -06/2011: 19º na Espada e 16º no Florete
▪ Regional das Américas- São Paulo – 08/2011: Bronze na Espada 5º no Florete e Ouro por Equipes
▪ Campeonato Brasileiro –Porto Alegre – 09/2011: Ouro na Espada e no Florete
▪ Mundial –Catânia, Italia – 10/2011: 13º na Espada e 16º no Florete

2012
▪ Copa do Mundo – Alemanha – 01/2012: Prata na Espada – segunda medalha da história brasileira da Esgrima em Cadeira de Rodas
▪ Copa Brasil –São Paulo – 04/2012: Ouro na Espada e no Florete
▪ Copa do Mundo –Lonato , Italia – 05/2012: 9º na Espada e 13º no Florete
▪ Copa Brasil –São Paulo – 08/2012: Ouro na Espada e no Florete
▪ Paralimpíadas – Londres – 09/2012: Medalha de Ouro na Espada Masculina
▪ Campeonato Brasileiro – Porto Alegre – 11/2012: Ouro na Espada, no Florete e por Equipes

2013
▪ Copa Brasil –Belo Horizonte – 03/2013: Ouro na Espada, no Florete e por Equipes
▪ Copa do Mundo-Canadá – 04/2013: Bronze no Florete
▪ Copa do Mundo-Lonato, Italia – 05/2013: Bronze na Espada e no Florete
▪ II Copa Brasil-São Paulo – 06/2013: (Ouro na Espada e no Florete
▪ Mundial – Budapeste,Hungria – 08/2013: 6º na Espada e 15º no Florete
▪ Campeonato Brasileiro-Porto Alegre – 09/2013: Ouro na Espada e no Florete

2014
▪ Copa do Mundo-Alemanha – 01/2014: Ouro na Espada
▪ I Copa Brasil-Belo Horizonte – 03/2014: Ouro na Espada e no Florete e Prata por Equipes
▪ Grand Prix-Montreal – 04/2014: Ouro na Espada e no Florete e Bronze por Equipes
▪ II Copa Brasil-Curitiba – 08/2014 Ouro na Espada, no Florete e por Equipes
▪ Copa do Mundo-Hungria – 11/2014: 5º na Espada
▪ Campeonato Brasileiro – Porto Alegre – 11/201: Ouro na Espada, no Florete e por Equipes
▪ Copa do Mundo- Hong-Kong – 12/2014: Bronze na Espada e no Florete

2015
▪ I Copa Brasil –Belo Horizonte – 03/2015: 5 medalhas de Ouro – na Espada A, Espada B, Florete A, Florete B e por equipes
▪ Regional das Américas – Montreal, Canadá – 05/2015: Ouro na Espada, no Florete e por Equipes
▪ Grand Prix Montreal, Canadá – 05/2015: Bronze na Espada e no Florete
▪ Copa do mundo –Piza, Itália – 05/2015: Bronze na Espada e no Florete
▪ II Copa Brasil-Curitiba – 06/2015 – 5 medalhas de Ouro – na Espada A, Espada B, Florete A, Florete B e por equipes
▪ Grand Prix –Varsóvia, Polônia – 07/2015: Prata na Espada
▪ Copa do Mundo – Hungria, Eger – 09/2015: 5º na Espada
▪ Copa do mundo –Paris, França – 10/2015: Bronze na Espada
▪ Campeonato Brasileiro – São Paulo 11/2015: 4 medalhas de Ouro – na Espada A, Espada B, Florete A, Florete B e Prata por equipes
▪ Copa do mundo –Sharja, Dubai – 12/2015: Prata na Espada

2016
▪ Copa do mundo –Eger, Hungria – 02/2016: Prata na Espada
▪ I Copa Brasil- São Paulo – 03/2016: Ouro na Espada e no Florete, Prata por Equipes
▪ Regional das Américas –São Paulo – 05/2016: Ouro no Florete -prova que o classificou para as Paralimpiadas e Prata na Espada
▪ Convidado pelo Comitê Olímpico do Brasil para carregar Tocha Olímpica em sua passagem por Porto Alegre (07/07/2016)
▪ Paralimpiadas – Rio de Janeiro, Brasil – 09/2016: 5º na Espada e 7º no Florete
▪ Campeonato Brasileiro-São Paulo – 11/2016: Ouro na Espada, no Florete

2017.
▪ Copa do Mundo Itália, Pisa: 17 a 19/03: Bronze na Espada
▪ I Copa Brasil São Paulo – Abril: Ouro na Espada, no Florete e por Equipes
▪ Copa do Mundo Standkanaal , Holanda, Prata na Espada e 5º lugar no Florete
▪ Copa do Mundo Varsóvia, Polônia 28/06 a 03/07, Prata na Espada e 9º no Florete
▪ Campeonato Mundial da Itália /Roma 07/12, 5º lugar na Espada e 8º no Florete
▪ Campeonato Brasileiro Poa /RS. 23 a 26/11. Ouro na Espada e no Florete 2018
▪ Copa do Mundo – Bronze na Espada e no Florete
▪ Copa do Mundo Itália – 9 a 11 Março: Bronze na Espada e no Florete)
▪ I Copa Brasil Goiânia – 12 a 15 Abril: 3 ouros – Espada, Florete e Equipe
▪ II Copa Brasil São Paulo/SP 21 a 24 Junho: (Ouro na Espada e no Florete, Prata no Sabre
▪ Copa do Mundo Polônia – Varsóvia 5 a 9 Julho: 4º na Espada e 6º no Florete
▪ Copa mundo em Montreal, Canadá – 27a 29 abril: Prata na Espada e Bronze no florete
▪ Regional das Américas Canadá , Saskatoon – 4 a 10 /Outubro: Ouro na Espada e no Florete, Prata no Sabre
▪ Campeonato Brasileiro São Paulo – 11 a 14 Outubro: Ouro na Espada, no Florete, no Sabre e Prata por Equipes
▪ Geórgia, Tibilisi – 8 a 11 Novembro: Bronze na Espada e 6º no Florete
▪ Copa do Mundo Kioto, Japão – 13 a 16 Dezembro: 5º na Espada e 6º no Florete 2019
▪ Copa do Mundo Sarjah, Dubai – 14 a 17 Fevereiro: 5º na Espada e 7º no Florete
▪ I Circuito Nacional – São Paulo – 8 a 11de Março.: Ouro na Espada, no Florete, no Sabre e por Equipes
▪ Copa do Mundo Pisa, Itália, 20 a 24 de Março : 5º na Espada e 8º no Florete
▪ Copa do Mundo , São Paulo – 20 a 26 de Maio: Bronze na Espada e 8º no Florete
▪ Copa do Mundo na Polônia Varsóvia – 10 a 15 julho: 5º na Espada
▪ II Copa Brasil, São Paulo : Ouro na Espada, Florete e Sabre, Prata por Equipes
▪ Campeonato Mundial , Coréia – 13 a 23 Setembro – 7º lugar na Espada e 11º no Florete

Fonte: Confederação Brasileira de Esgrima – Disponível em: http://cbesgrima.org.br/wp-content/uploads/2020/02/Resumo_bio_Jovane-Guissone.pdf. Acesso em: 20, junho de 2020.

Primeira Competição de Esgrima Paralímpica Realizada no Brasil.

Primeira Competição de Esgrima Paralímpica Realizada no Brasil. https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

“Em março de 2005 organizamos no Shopping Total aqui em Porto Alegre a primeira competição de esgrima paralímpica realizada no Brasil.”

Fonte: Eduardo de Vasconcelos Nunes em 21/06/2020

Delegações e medalhas das equipes brasileiras em Jogos PanAmericanos

Delegações e medalhas das equipes brasileiras em Jogos PanAmericanos https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

Segue link com o dashboard de medalhas e resultados das equipes brasileiras de todos os Jogos Panamericanos

Obs: O Dashboard possui duas páginas, no canto esquerdo inferior tem a opção para mudar de página

Dashboard – página 1

Tabela de dados – página 2

https://institutotouche.org.br/wp-content/paginas/jogospan.html

O Instituto Touché, com a parceria da Espaçolaser, acaba de disponibilizar no portal “Memória da Esgrima Brasileira” o dashboard com os resultados das delegações e a relação de medalhistas brasileiros na esgrima em todos os jogos Pan-Americanos.

O presente trabalho foi construído a partir da reunião de dados da Associação Brasileira de Esgrimistas, Confederação Pan-Americana de Esgrima, Atlas do Esporte no Brasil e Instituto Touché, contando com o grande empenho de: Heitor Shimbo, Maria Julia Herklotz e Pedro Marostega, na seleção e organização das informações; Carlos Moreira e Evandro Paradela, responsáveis pela arquitetura dos dados; e Fernando Scavasin, responsável pela estruturação e configuração do dashboard.

O sonho de ter acesso e disponibilizar esses dados pelo Instituto Touché teve sua origem quando os fundadores do Instituto, Fernando Scavasin e Heitor Shimbo, medalharam nos jogos Pan-Americanos de 2011 e constataram que não tinham certeza de que haviam conquistado a primeira medalha da equipe de florete da história brasileira. Durante o processo de busca por essa informação, tiveram maior contato com a trajetória da modalidade no Brasil e perceberam a necessidade de resgate e preservação da memória da esgrima nacional como um todo. Imaginemos o quanto isso representa para os envolvidos, a imprensa e a comunidade da esgrima!

A história da esgrima brasileira encontra-se fragmentada, cada pessoa ou instituição carrega um pedaço dessa memória. Assim, destacamos a importância e a necessidade do compartilhamento das informações e conhecimentos acumulados, para que a comunidade da esgrima possa reunir esses dados e escrever sua história, que é tão rica, mas ainda carece de maiores registros, pesquisas e divulgação.

Participem desse sonho, compartilhando suas histórias no portal “Memória da Esgrima Brasileira”!

Fonte: Instituto Touché em 20/06/2020

Mário Ribeiro Cantarino Filho

Mário Ribeiro Cantarino Filho https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/20d0023fc605695552e9703bbe2d6775?s=96&d=mm&r=g

Mário Ribeiro Cantarino Filho

O professor Mário Ribeiro Cantarino Filho nasceu em Niterói (RJ) em 1931. Era dono de uma das maiores bibliotecas esportivas particulares do país, com cerca de 5 mil volumes e milhares de recortes de reportagens e notícias sobre educação e esporte. Atualmente, este acervo está disponível na Biblioteca Central da Ufes, localizada no campus de Goiabeiras. O professor lecionou na Universidade entre os anos de 1962 e 1974, e faleceu em 2012, em Brasília.

Fonte: Universidade Federal do Espírito Santo – http://ufes.br/conteudo/espa%C3%A7o-de-atletismo-da-ufes-recebe-o-nome-de-m%C3%A1rio-ribeiro-cantarino-filho

DA COSTA, LAMARTINE (ORG.). ATLAS D O ESPORTE N O BRASIL . RIO DE JANEIRO: CONFEF, 2006.

Escreveu  A Esgrima Brasileira200 Anos, parte do livro Atlas do Esporte no Brasil, que é de grande relevância para o resgate e preservação da memória da modalidade.

Fonte: Instituto Touché

Maria Helena Guatimosin

Maria Helena Guatimosin https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

“Foi uma emoção enorme apresentar a bandeira Brasileira na abertura do campeonato mundial em Sydney na Australia
Eu e Paula Lazzarini com o apoio de treinador Tuco fizemos uma otima competição .
Como medica tb atuei a partir de então, e durante 7 anos, como medica  da Confederação USA e da British além da CBE .. o que me deu muitas oportunidades de poder ajudar meus amigos pelo mundo do esporte..
Representei tb a America Latina durante 10 anos nas reuniões dos campeonatos mundiais que ocorreram em varios países
No primeiro evento que o Time Brasil competiu no mundial de veteranos foi em Krems na Austria e Arnaldo Sisson, Paulo Dias e Maria Helena Guatimosim em 2004. Fomos muito bem recebidos por sermos os primeiros dado Brasil e talvez da America latina  a participar de evento sensacional que qualquer atleta da esgrima veteranos  precisa experimentar.. .. Contei varias vezes com o apoio tecnico de treinadores americanos (Charles Bosco ) e franceses ( Marie Chantall Demaille ) e Oleg em Moscou o que fizeram com que eue obtievess bons resultados
Espero ter inspirado outros atletas a participarem destes eventos fantasiticos pelo mundo a fora.
Um beijo a todos e boa sorte nas competições”

aqui a foto da apresentação dos atletas para final em Tampa 2004e podium com Arnaldo Sisson com medalha de bronze medalha de ouro foi para nosso amigo Rauph Johnson

Fonte: Maria Helena Guatimosin em 21/06/2020

Resultados detalhados dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019

Resultados detalhados dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

Jogos Pan-Americanos Lima 2019

Nos Jogos Pan- Americanos de Lima 2019, a delegação brasileira de esgrima foi composta pelos atletas  Heitor Shimbo Carmona, Guilherme Amaral Toldo, Henrique Tavian Pereira Marques, Ana Beatriz Di Rienzo Bulcão, Gabriela Cecchini, Mariana Pistoia, Nathalie Moellhausen, Amanda Netto Simeão, Victoria Vizeu, Athos Marangon Schwantes, Nicolas Massao Ferreira, Alexandre Camargo, Bruno Pekelman, Enzo Bergamo, Henrique Garrigos, além dos técnicos Alexandre Alves Teixeira, Alkhas Lakerbai e Fernando Kato.

A esgrima brasileira conquistou três medalhas em Lima 2019 sendo uma de prata com a equipe de florete masculino, composta por Heitor Shimbo Carmona, Guilherme Amaral Toldo, Henrique Tavian Pereira Marques e Alexandre Camargo, além de duas medalhas de bronze com Ana Beatriz Di Rienzo Bulcão no florete feminino e Nathalie Moellhausen na espada feminina.

A seguir temos os resultados detalhados dos esgrimistas brasileiros no evento:

5 de agosto de 2019

Local: Centro de Convenciones de Lima

Espada Masculina – Fase de grupos:

Grupo A – Pista Azul

(BRA) MARANGON SCHWANTES Athos 2 x 4 (ARG) LUGONES RUGGERI Jesus Andres
(CAN) BLAIS BELANGER Marc-Antoine 5 x 2 (BRA) MARANGON SCHWANTES Athos
(BRA) MARANGON SCHWANTES Athos 5 x 3 (MEX) IBARRA OLGUIN Dario Alberto
(USA) HOYLE Jacob 4 x 5 (BRA) MARANGON SCHWANTES Athos
(BRA) MARANGON SCHWANTES Athos 5 x 3 (CUB) REYTOR VENET Yunior

Athos Schwantes (BRA) – 3V-2D – Classificado

Grupo B – Pista Vermelha

(COL) RODRIGUEZ QUEVEDO Jhon Edison 3 x 5 (BRA) FERREIRA SILVA Nicolas Massao
(BRA) FERREIRA SILVA Nicolas Massao 0 x 4 (VEN) LIMARDO GASCON Ruben Dario
(ARG) DOMINGUEZ Jose Felix 5 x 3 (BRA) FERREIRA SILVA Nicolas Massao
(BRA) FERREIRA SILVA Nicolas Massao 5 x 4 (PER) LANDAVERE MANRIQUE Alex David
(CUB) HENRIQUE ORTÍZ Reynier 5 x 2 (BRA) FERREIRA SILVA Nicolas Massao

Nicolas Ferreira (BRA) – 2V-3D – Classificado

Florete Feminino – Fase de grupos:

Grupo A – Pista Azul

(USA) KIEFER Lee 5 x 1 (BRA) PACZKO BOZKO CECCHI Gabriela
(COL) PRIETO ALJURE Tatiana Catalin 3 x 5 (BRA) PACZKO BOZKO CECCHI Gabriela
(BRA) PACZKO BOZKO CECCHI Gabriela 5 x 0 (PER) ROSALES VARGAS Kusi Naila
(CUB) MORENO VALIENTE Daylen Cristina 4 x 3 (BRA) PACZKO BOZKO CECCHI Gabriela
(MEX) MICHEL SILVA Nataly De La Lu 5 x 1 (BRA) PACZKO BOZKO CECCHI Gabriela

Gabriela Cecchini (BRA) – 2D-3D / Classificada

Grupo C – Pista Amarela

(PER) GIL PIÑERO Paola Carolina 5 x 3 (BRA) DI RIENZO BULCÃO Ana Beatriz
(BRA) DI RIENZO BULCÃO Ana Beatriz 5 x 3 (ARG) ONDARTS Lucia
(BRA) DI RIENZO BULCÃO Ana Beatriz 5 x 3 (ESA) CARBALLO BARRERA Ivania Carolina
(BRA) DI RIENZO BULCÃO Ana Beatriz 1 x 5 (USA) DUBROVICH Jacqueline
(CAN) HARVEY Eleanor Grace 4 x 2 (BRA) DI RIENZO BULCÃO Ana Beatriz

Ana Beatriz Bulcão (BRA) – 2D-3D / Classificada

Espada Masculina – Quadro eliminatório:

Quadro de 16 – Pista Azul: Jose Felix Dominguez (ARG) 10  x 15 Athos Schwantes (BRA)

Quadro de 16 – Pista Verde: Nicolas Ferreira (BRA) 11 x 15 Ruben Limardo (VEN)

Quadro de 8 – Pista Amarela: Athos Schwantes (BRA) 4 x 15 Jesus Limardo (VEN)

Florete Feminino – Quadro eliminatório

Quadro de 16 – Pista Azul: Gabriela Cecchini (BRA) 15 x 13 Jacqueline Dubrovich (EUA)

Quadro de 16 – Pista Vermelha: Ana Beatriz Bulcão (BRA) 15 x 13 Paola Piñero (PER)

Quadro de 8 – Pista Amarela: Gabriela Cecchini (BRA) 6  x 15 Jessica Guo (CAN)

Quadro de 8 – Pista Vermelha: Ana Beatriz Bulcão (BRA) 15 x 13 Nataly Silva (MEX)

Semi-final – Pista Podium: Ana Beatriz Bulcão (BRA) 3 x 15 Lee Kiefer (EUA)

6 de agosto de 2019

 Florete Masculino – Fase de Grupos:

Grupo B – Pista Vermelha

(BRA) SHIMBO CARMONA Heitor 5 x 1 (ARG) MARINO Nicolas
(USA) MEINHARDT Gerek 5 x 2 (BRA) SHIMBO CARMONA Heitor
(BRA) SHIMBO CARMONA Heitor 2 x 1 (COL) CLAIRET ROA Dimitri Patrick
(CAN) VAN HAASTER Maximilien Hugo 5 x 1 (BRA) SHIMBO CARMONA Heitor
(BRA) SHIMBO CARMONA Heitor 5 x 1 (MEX) ARIZAGA VACA Raul Ricardo

Heitor Shimbo (BRA) – 3V-2D / classificado

Grupo C – Pista Amarela

(MEX) CERVANTES LÓPEZ Diego Alekce 2 x 5 (BRA) AMARAL TOLDO Guilherme
(PUR) TIRADO FLORES Sebastian Alber 1 x 5 (BRA) AMARAL TOLDO Guilherme
(COL) SCONZO Daniel 5 x 3 (BRA) AMARAL TOLDO Guilherme
(CAN) SCHENKEL Eli 5 x 2 (BRA) AMARAL TOLDO Guilherme
(PER) ORIHUELA GUTIERREZ Marcio Esteban 1 x 5 (BRA) AMARAL TOLDO Guilherme

Guilherme Toldo (BRA) – 3V-2D / classificado

Florete Masculino – Quadro eliminatório:

Quadro de 16 – Pista Vermelha: Guilherme Toldo (BRA) 12 x 15 Gustavo Sirriya Alarcon(CHI)

Quadro de 16 – Pista Azul: Heitor Shimbo (BRA) 7 x 15 Augusto Servello (ARG)

7 de agosto de 2019

 Espada Feminina – Fase de Grupos:

Grupo A – Pista Azul

(VEN) PIOVESAN SILVA Patrizia 3 x 5 (BRA) MOELLHAUSEN Nathalie Marie
(BRA) MOELLHAUSEN Nathalie Marie 5 x 2 (ARG) MENDEZ BELLO Josefina Maria
(CUB) RODRÍGUEZ QUESADA Yamirka 5 x 3 (BRA) MOELLHAUSEN Nathalie Marie
(BRA) MOELLHAUSEN Nathalie Marie 5 x 3 (USA) NIXON Catherine
(DOM) RAMIREZ PEGUERO Violeta Doralys 2 x 5 (BRA) MOELLHAUSEN Nathalie Marie

Nathalie Moellhausen (BRA) – 4V, 1 D (classificada)

Grupo B – Pista Vermelha

(PER) DOIG CALDERON Maria Luisa 5 x 4 (BRA) BUENO NETTO SIMEÃO Amanda
(BRA) BUENO NETTO SIMEÃO Amanda 5 x 3 (CRC) DYNER Karina
(USA) HOLMES Katharine 3 x 0 (BRA) BUENO NETTO SIMEÃO Amanda
(BRA) BUENO NETTO SIMEÃO Amanda 3 x 5 (MEX) MEDINA LOPEZ Elizabeth
(CAN) MACKINNON Leonora Emily A 3 x 2 (BRA) BUENO NETTO SIMEÃO Amanda

Amanda Simeão (BRA) – 1V, 4D (classificada)

Sabre Masculino – Fase de Grupos:

Grupo A – Pista Azul

(USA) DERSHWITZ Eli 3 x 5 (BRA) PEKELMAN Bruno
(BRA) PEKELMAN Bruno 3 x 5 (ARG) LUCCHETTI Stefano Ivan
(BRA) PEKELMAN Bruno 4 x 5 (CUB) RODRÍGUEZ MARTÍNEZ Harold De La Ca
(VEN) ROMERO PARRA Eliecer Jose 2 x 5 (BRA) PEKELMAN Bruno
(BRA) PEKELMAN Bruno 5 x 1 (PER) HUAPAYA VILLAFANA Fabian Alonso

Bruno Pekelman (BRA) 3V-2D / Classificado

Grupo C – Pista Amarela
(BRA) ARAKI BERGAMO Enzo 2 x 5 (CAN) GORDON Shaul
(BRA) ARAKI BERGAMO Enzo 3 x 5 (ARG) DI TELLA Pascual Maria
(BRA) ARAKI BERGAMO Enzo 0 x 5 (COL) CUELLAR PEÑA Sebastian
(BRA) ARAKI BERGAMO Enzo 3 x 5 (MEX) AYALA NAVARRETE Julian
(BRA) ARAKI BERGAMO Enzo 3 x 5 (VEN) QUINTERO HEREDIA Jose Felix

Enzo Bergamo (BRA) – 0V-5D / Eliminado

Espada Feminina – Quadro eliminatório:

Quadro de 16 – Pista Verde: Nathalie Moellhausen (BRA) 15 x 9 Amanda Simeão (BRA)

Quadro de 8 – Pista Amarela: Nathalie Moellhausen (BRA) 15 x 5 Seily Venzant (CUB)

Semi-final – Pista Podium: Nathalie Moellhausen (BRA) 15 x 9 Katharine Holmes (EUA)

Sabre Masculino – Quadro eliminatório:

Quadro de 16: Bruno Pekelman (BRA) 10 x 15 Shaul Gordon (CAN)

8 de agosto de 2019

Espada por equipes masculino

A equipe brasileira de Espada Masculina foi composta por:  Athos Marangon Schwantes, Nicolas Massao Ferreira, Alexandre Camargo e Henrique Tavian Pereira Marques

Quartas De Final:

Cuba 45 x 37 Brasil

Disputa de posições:

5º. a 8º – Brasil 45 x 27 Peru

Disputa de 5º. lugar :

Brasil 45 x 33 México

Florete por equipes feminino

A equipe brasileira de Florete Feminino foi composta por: Ana Beatriz Di Rienzo Bulcão, Gabriela Cecchini, Mariana Pistoia e Amanda Netto Simeão

Quartas De Final:

México 45 x 34 Brasil

Disputa de posições:

5º. a 8º – Brasil 45 x 16 Peru

Disputas de 5º. lugar

Brasil 45 x 28 Cuba

9 de agosto de 2019

Florete por equipes masculino

A equipe brasileira de Florete Masculino foi composta por:  Heitor Shimbo Carmona, Guilherme Amaral Toldo, Henrique Tavian Pereira Marques e Alexandre Camargo.

Quartas De Final

México 31 x 45 Brasil

Semifinal

Brasil 45 x 43 Canadá

Final

Brasil 23 x 45 Estados Unidos

10 de agosto de 2019

Espada por equipes feminino

A equipe brasileira de Espada Feminina foi composta por: Nathalie Moellhausen, Amanda Netto Simeão, Victoria Vizeu e Ana Beatriz Di Rienzo Bulcão

Quartas De Final

México 31 x 45 Brasil

Semifinal

Brasil 37 x 45 Cuba

Disputa do bronze

Brasil 37 x 45 Venezuela

Sabre por equipes masculino

A equipe brasileira de Sabre Masculino foi composta por: Bruno Pekelman, Enzo Bergamo, Henrique Garrigos e Heitor Shimbo Carmona

Quartas De Final

Colômbia 45 x 37 Brasil

Disputa de posições:

5º. a 8º. – Brasil 45 x 27 Peru

Disputa de 5º. lugar

Brasil 25 x 45 Argentina

Por: Heitor Shimbo Carmona

Fonte: Disponível em: https://www.lima2019.pe/resultados-panamericanos . Acesso em 03 Jul. 2020

e

Esgrima. Disponível em: http://www.olimpiadatododia.com.br/lima-2019/esgrima/. Acesso em 20 Jun. 2020

Angelo Pio Buonafina

Angelo Pio Buonafina https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/20d0023fc605695552e9703bbe2d6775?s=96&d=mm&r=g

Angelo Pio Buonafina

Tornou-se Mestre de Esgrima durante o período em que servia ao exército Italiano logo após o término da Segunda Guerra Mundial. Iniciou a carreira como esgrimista em 1935, com 10 anos, em Brindisi (Puglia – Itália) e com apenas 13 anos tornou-se o mais jovem esgrimista a participar do Campeonato Nacional Italiano com grande destaque. Aprimorou sua técnica na Società del Giardino di Milano, clube exclusivamente de Esgrima conhecido mundialmente até hoje pela formação de campeões Mundiais e Olímpicos.

Chegou ao Brasil em agosto de 1949. Graças a uma reportagem no jornal A Gazeta Esportiva, logo após a sua chegada a São Paulo, foi levado por um sócio ao Clube Floresta, hoje Clube Espéria, onde ministrou aulas a um dos maiores esgrimistas do Brasil, Ferdinando Alessandri, além de outros notáveis campeões da época, promovendo também a formação de novos atletas que se tornariam os novos destaques da esgrima paulista e brasileira. Teve rápidas passagens por clubes como o Nosso Clube de Vila Galvão e Circolo Italiano, onde criou o Departamento de Esgrima, além do Clube Athletico Paulistano. Em março de 1955, convidado por Francisco Lotufo Filho, então Diretor de Esportes, ingressou no Esporte Clube Pinheiros para comandar o Departamento de Esgrima, na época embrionário. Participou como observador, das Olimpíadas de Roma, em 1960.

As instalações eram precárias e ocupavam uma parte de um grande barracão que separava a piscina da pista de atletismo, quase onde hoje é a primeira entrada do estacionamento. Com o primeiro Diretor do Departamento de Esgrima, João Gasparini e com a vontade e a dedicação de transmitir seus conhecimentos, logo o “Mestre” viu surgir o Pinheiros no cenário deste esporte. As salas de treinamento foram mudando de lugar, passando pela sala que tinha uma lateral de vidro de um lado e o outro margeava a rua Tucumã, onde hoje é a parte do restaurante mais próxima da pista de atletismo, com apenas uma pista de treinamento; depois um amplo salão, já com três pistas de treinamento, entre o judô e a yoga em frente ao campo de treino do futebol. No seu auge como Técnico de Esgrima, tendo como Diretor do Departamento Humberto Calabrez, foi instalada no Centro Esportivo a mais ampla e, na época, a mais moderna sala de armas da América do Sul, um salão de 600 m2 com sete pistas de treinamento.

E foi neste cenário, em 35 anos de total abnegação e amor ao Esporte Clube Pinheiros, que Buonafina formou uma plêiade dos melhores esgrimistas nacionais que representaram e representam até hoje o Pinheiros no Brasil e no Mundo, entre eles destacam-se os atletas beneméritos: Humberto Calabrez Filho, Yara Coelho, Francisco Itálico Buonafina, Marcia da Silva Leonelli, Eloisa Brasil de Moraes e Roberto Lazzarini além de Frederico José Barreira de Alencar, todos vencedores de vários campeonatos Sul-Americanos, medalhistas em Pan-Americanos, e participantes de Mundiais e Olimpíadas.

Angelo Pio Buonafina é o Mestre mais premiado do Brasil, não só pela sua técnica, mas também pelo seu caráter e princípios morais que com certeza ajudaram a formar não somente atletas, mas cidadãos corretos e vencedores em diversas atividades. Foi convocado inúmeras vezes para ser o técnico da Equipe Brasileira de Esgrima, porém nunca aceitou, pois preferia dedicar-se aos seus jovens atletas em formação para que o Clube pudesse sempre estar muito bem representado em todos os campeonatos durante várias gerações. Tornou-se sócio do clube e foi conselheiro de 1993 até 1998 quando voltou para a Itália, onde foi rever a família, amigos e os lugares onde viveu parte da sua juventude. Retornou em Janeiro de 2010 para sua pátria adotiva, e principalmente para o seu amado Esporte Clube Pinheiros.

Fonte: BUONAFINA, Angelo Pio: Con La Penna e Con La Spada, As histórias do Mestre Angelo Pio Buonafina, São Paulo: Scortecci Editora, 2012

Acervo EsgrimaBrasil

Acervo EsgrimaBrasil https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Ana Fontoura Ana Fontoura https://secure.gravatar.com/avatar/958357ebcb6568341885c69099cc8ff9?s=96&d=mm&r=g

Link para acesso ao gigantesco acervo de EsgrimaBrasil

https://issuu.com/esgrimabrasil

Quem enviou o link para nós: Ana Fountura em 20/06/2020

Resultados de Competições Mineiras

Resultados de Competições Mineiras https://institutotouche.org.br/wp-content/themes/fildisi/images/empty/thumbnail.jpg 150 150 Redação Redação https://secure.gravatar.com/avatar/a9c82484ddc8f7aed43e31b2178c0d99?s=96&d=mm&r=g

Segue link com os resultados das competições Mineiras:

http://www.esgrimamg.com.br/repositorio

Criado por Carlos Moreira e Evandro Paradela