Visão Social

O direito à educação, ao esporte, ao lazer e à cultura é fundamental para que as crianças e adolescentes se desenvolvam de forma integral.
Acreditamos que escola deve ser o local de descobertas, de ampliação das experiências pessoais, culturais, sociais e educativas, por meio da inserção da criança em um ambiente de estímulo à sua formação e integração. Dessa forma, buscamos trabalhar com os alunos dentro da própria estrutura escolar para criar atividades relacionadas à esgrima para turmas de crianças e adolescentes, de maneira a não apenas tirá-los de atividades não produtivas a seu desenvolvimento pessoal, mas melhorar sua autoestima e enriquecê-los com os benefícios do esporte, para que possuam mais recursos, se sintam mais capazes, empoderados e integrados socialmente.
Com uma população estimada de mais de 211 milhões de habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o Brasil apresenta uma enorme desigualdade econômica que se reflete também na disponibilidade e acessibilidade às práticas esportivas. Na esgrima a situação se repete, estando a prática do esporte restrita na maioria das vezes aos grandes clubes ou associações privadas, o que inviabiliza a vivência e prática para grande parcela da população.
O Instituto Touché pretende contribuir para a mudança desse cenário. Tendo a esgrima como atividade sociodesportiva educacional, buscamos difundir a modalidade e contribuir para a iniciação e desenvolvimento motor geral de crianças e adolescentes por meio da prática desportiva orientada, de forma a promover a inclusão social, além do desenvolvimento de elementos psicológicos-emocionais, sociais e físico-motores.
Dentre nossos fundadores, temos o atleta Fernando Scavasin, que possui uma história que gostaríamos de replicar. Filho de pais separados desde os 3 anos de idade, estudou em escolas públicas, em determinado momento viveu em uma ocupação de moradores sem-teto, entrou na esgrima por via de um projeto social no Ginásio do Ibirapuera, obteve destaque e foi chamado para defender o Esporte Clube Pinheiros, onde construiu o restante de sua carreira desportiva, tornou-se atleta olímpico e benemérito do clube. A esgrima lhe trouxe oportunidades que, agora, o Instituto busca proporcionar às novas gerações.