Regulamento do Torneio “Taça Desafio Russel” – Pelo cavalheirismo, lealdade, honra e pureza do esporte.

Regulamento do Torneio “Taça Desafio Russel” – Pelo cavalheirismo, lealdade, honra e pureza do esporte.

Regulamento do Torneio “Taça Desafio Russel” – Pelo cavalheirismo, lealdade, honra e pureza do esporte. 150 150 Redação Redação

Regulamento do Torneio “Taça Desafio Russel”

A Federação Internacional de Esgrima (FIE) propôs, em 1938, a realização do torneio “Taça Desafio Russel”, com os seguintes propósitos: evitar a especialização extremada do esgrimista pela adoção de uma única arma; eliminar o semi-profissionalismo, mantendo-se assim, a pureza do esporte e suas elevadas finalidades; e frisar o indispensável cavalheirismo, característico dos esgrimistas e os sentimentos de lealdade e de honra, que devem ser intensamente cultivados por todos os atiradores.

O Brasil foi convidado a participar do torneio, cujas regras definiam que: os toques deveriam ser acusados pelos contendores e não por juízes ou aparelho indicador; os esgrimistas deveriam jogar as três armas, ter mais de 30 anos e ganhar a própria vida por intermédio de uma profissão ou ofício que não tivesse relação alguma com qualquer esporte. As eliminatórias seriam definidas por zonas (Zona Europeia, dividida em 6 grupos, e Zona Americana, dividida em 2 grupos) e o vencedor da Zona Americana deveria enfrentar o vencedor da Zona Europeia.  O regulamento  e o chaveamento encontram-se detalhados em:

 http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=090972_08&pagfis=22606&url=http://memoria.bn.br/docreader#

Por: Heitor Shimbo Carmona

Fonte: Correio Paulistano de 4 Fev. 1938. Um Grande certame Internacional de Esgrima. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=090972_08&pagfis=22606&url=http://memoria.bn.br/docreader# . Acesso em 08 Jul de 2020.